Resenha - O Legado da Caça-Vampiro

Posted by Camila on sexta-feira, 20 de agosto de 2010. Filed under:

  "Vitória Gardella é jovem, linda e usa piercing no umbigo. Ela vive na Inglaterra do século XIX e herdou um legado: matar vampiros. Londres, 1810. Num ambiente que lembra os romances de Jane Austen, como Orgulho e Preconceito e Razão e Sensibilidade, uma jovem linda e sensual, Vitória Gardella, debuta na sociedade e precisa arrumar um marido rico. Mas Vitória parece viver 200 anos adiante de seu tempo. Quer levar vida independente. Usa piercing no umbigo. E herdou um terrível Legado – o de ser uma Venadora, ou caça-vampiro. Você não precisa esquecer tudo o que leu sobre vampiros, de Bram Stocker a Stephenie Meyer, mas vai se surpreender e se arrepiar com esse novo jeito elegante, erótico, sangrento e eletrizante de contar uma história."





       Eu seria mentirosa e idiota se não dissesse que me encantei completamente com esse livro. Tá, mas o que ele tem de demais? Muito simples, ao invés daquela coisinha de sempre de vampiros high tec, o livro nos leva pra Inglaterra de 1800, onde ainda se usavam longos vestidos e corpetes que acavam com a sua respiração.
    Vitória Gardella, diferente do habitual não começa o livro como uma garota normal. Não, ela começa o livro na sua noite de estreia como jovem casadoura E como caça-vampiros. Sendo assim, o desenrolar da história não tem aquela parte sem sal onde você não sabe quem é vampiro e quem é humano. A história começa no baile de apresentação de Vitória, no qual ela mata seu primeiro vampiro e conhece um dos Venadores (caça-vampiros) que lhe auxiliaria. Maximiliano é o tipico cara estressado que não acredita na heroina e só a pôe pra baixo, mas que no fim das contas sempre a ajuda quando ela precisa.
    O desenrolar do texto é sempre dividido entre a ascenção social de Vitória, cada vez se aproximando mais e mais do cobiçado Filipe - O marquês de Rockley - e entre sua ascenção como uma Venadora - trabalhando para impedir Lilith de conseguir o Livro de Antwarta que a ajudaria a convocar demonios a terra e dar mais poderes a seus seguidores vampiros.
    Diferente dos clássicos livros de hoje em dia, esse trata de vampiros maus mesmo, sem aquilo de se apaixonar por um deles nem nada. Ai você se pergunta: cade o romance proibido da coisa então? Acontece que Vitória está cada vez se arriscando mais se envolvendo com Filipe, pois o peso de seu legado a exige noite em claro em pubs frequentados por vampiros, uso de uma espécie de piercing (vis bulla) que lhe daria poderes e constantes escapadas durante eventos sociais pra enfiar uma estaca em alguem. Ainda assim ela sempre dá um jeito de conciliar as coisas e acaba casando-se com seu querido marquês, que na verdade já a havia conhecido há muitos anos e desde então a amava.
    Além da atmosfera constante de aventura com as caçadas de Vitória e os momentos em que ela e Filipe fazem você dizer: "ooooowwwwn" e fazer uma cara idiota. A hitoria também é salpicada de sensualidade quando Sebastian - o dono do pub que é frequentado por vampiros - entra em cena, confundindo e hipnotisando Vitória com seu jeito mistérioso.
    O final também não decépciona, o clima de tensão só aumenta até as ultimas páginas da historia, que garantem um final inesperado e de certa forma meio triste, mas que não decepciona no que se esperava do livro. Realmente, Collen Gleason não precisa que esqueçamos tudo sobre vampiros, mas apresenta um universo totalmente mais proximo as origens do mito e ainda assim, irresistivel.

1 Response to Resenha - O Legado da Caça-Vampiro

  1. Rosany

    uhuhu muito bom hermanita..ate deu vontade de ler mesmo sabendo que o final naum era como eu esperava!!!

Leave a Reply

Poderá também gostar de:

Related Posts with Thumbnails